ANSIEDADE

Ansiedade

Vou começar este artigo falando da entrevista do Dr. Ricardo Leme, Neurocirurgião e médico com especialização em Medicina Antroposófica , sobre o assunto.

___ Ele diz que a ansiedade, emoção ligada ao futuro, anda de mãos dadas com a expectativa e o segredo está em trocar esta expectativa por ‘prontidão’.  Devemos nos alinhar ao presente que é o único espaço onde se pode fazer algo.

 Prontidão significa desenvolver a humildade, deixando de lado o orgulho, a exigência de que as coisas saiam sempre do nosso jeito.  Assumir uma nova atitude, mais amorosa, para receber as coisas e os fatos, como eles são.

Isso não quer dizer que não vamos fazer o nosso melhor, claro que sim. Mas estaremos “prontos” para receber os resultados (positivos ou negativos) e assim deixar de ser uma pessoa ansiosa.____

Muito tem se falado sobre ansiedade e o quanto as pessoas estão se deixando afetar por ela. Alguns especialistas afirmam que boa parte da população será acometida por esse transtorno no futuro; mais do que a depressão.

A ansiedade provoca desconforto, pois acreditamos na existência de uma ameaça; de que algo ruim acontecerá. Nos deixa vulneráveis frente a determinadas situações, sejam elas reais ou não. É decorrente de crenças desadaptativas quanto a nossa capacidade de enfrentamento.

Sentida com grande frequência, fora de contexto e de forma muito intensa, ela se torna patológica, pois traz desequilíbrio psíquico e somático. Manifestações como pânico, as várias formas de fobias (agorafobia, fobia específica e social, ansiedade generalizada) e até manifestações por indução de substâncias, configuram esse transtorno. É possível também que algumas pessoas diagnosticadas com ansiedade, apresentem outros transtornos mentais, chamados de comorbidades. Por exemplo, pessoas com transtorno de pânico manifestarem depressão.

Algumas pessoas parecem ter predisposição a reagir de forma ansiogênica a um grande número de estímulos. Neste caso, dizemos que existe um “caráter ansioso”, ou seja, trata-se de um traço de personalidade, uma herança genética. Diferente do “estado ansioso”, uma condição emocional transitória diante de uma circunstância avaliada como ameaçadora.

Reações como choro, riso, uso exagerado de cigarros, ingestão exagerada de comida e bebidas alcoólicas, fala excessiva, roer unhas, insônia, etc, podem surgir em pessoas ansiosas; comportamentos esses que não estavam presentes anteriormente.

A ansiedade em nível patológico, demanda ajuda profissional. O atendimento psicoterapêutico e na maioria das vezes, o uso de medicação é de extrema importância na recuperação do equilíbrio físico e psíquico.

SÓ EXISTEM DOIS DIAS NO ANO QUE NADA PODE SER FEITO. UM SE CHAMA ONTEM E O UTRO SE CHAMA AMANHÃ, PORTANTO, HOJE É O DIA CERTO PARA AMAR, ACREDITAR, FAZER E PRINCIPALMENTE VIVER.”

                                                                                                                                          Dalai Lama

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s