SIMPLESMENTE FELICIDADE

FelicidadeEsta semana estava participando de um grupo e saiu o assunto sobre felicidade. Percebi o quanto o significado desta palavra é controverso; na verdade subjetivo.  Para alguns, felicidade é ter uma bela família; para outros ter muito dinheiro e não se preocupar com contas; ter saúde; ter amigos; ter uma bela casa e um carro novo na garagem; e por aí afora. Poderia passar horas escrevendo e ainda assim não conseguiria esgotar o assunto.

Para mim, a felicidade é um estado de espírito, uma sensação de bem estar e por essa razão nunca haverá um consenso para sua definição.

Ainda que um mesmo evento tenha a pretensão de trazê-la a várias pessoas, não será sentida da mesma forma. O grau de satisfação dependerá de vários fatores: motivação, sonhos, expectativas, estado de saúde físico e emocional, o modo de perceber e aceitar o que a vida nos apresenta, etc.

Como aprendemos na Psicanálise, devemos buscar a felicidade dentro de nós. Nos ideais de autorealização empática, isto é, voltar-se mais para o Outro através da renúncia afetiva, material e do tempo; cultivar bons valores; praticar o desapego de coisas e pessoas; e acima de tudo AMAR.

Quando ficamos presos a idealizações egocêntricas, ou seja, quando buscamos a felicidade fora de nós mesmos, vivemos um estado ilusório e fatalmente iremos sofrer as consequências. Esse estado de espera, essa dependência de algo ou de alguém nos torna uma pessoa metade, sempre em busca do que acreditamos que está faltando. Então ficamos tal qual um ‘João Bobo’, pendendo de um lado para o outro na esperança de achar quem ou o que nos complemente.

Vejo também muitas pessoas ‘postergando’ a felicidade por justificados motivos (pelo menos é o que se pensa): para quando terminar a faculdade; quando encontrar um parceiro para relacionamento sério; quando casar; quando conseguir a casa própria; são tantas as condições …  Não conseguem aproveitar o momento, não conseguem sentir prazer com as coisas simples, como por exemplo tomar café da manhã com o companheiro (a) nos finais de semana.

De alguma forma, essa busca pela felicidade (Ilusória) acaba mascarando os sentimentos e as emoções reais das pessoas. Tenho a percepção de que o sofrimento está proibido e somente aquele que aparenta uma  persona feliz (máscara) pode ser mostrada à sociedade, principalmente através das redes sociais.

A FELICIDADE É UM SENTIMENTO SIMPLES. VOCÊ PODE ENCONTRÁ-LA E DEIXÁ-LA IR EMBORA, POR NÃO PERCEBER A SUA SIMPLICIDADE!!!                                                                                                                                               Mário Quintana

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s